domingo, 16 de novembro de 2008

Crescer sem planejamento leva à dificuldade de locomoção

"Se você cria um modelo que prioriza simplesmente o aumento das vias, você acaba por financiar o transporte individual. Certamente numa cidade como Vitória seria mais positivo pensar em outros modos de circulação, como ônibus e ciclovias. Isso para fazer uma cidade mais urbana e menos arisca à própria vida do cidadão comum. Porque é muito desagradável quando você anda pela cidade e sente que ela é montada não para você andar, mas sim para o seu carro ir de um ponto ao outro. Isso é lamentável pois você perde a própria essência do viver coletivo. O mesmo acontece com o abandono dos centros antigos. Isso tem gerado a ociosidade de uma infra-estrutura pronta, boa e adequada."

É assim que termina a entrevista do arquiteto Valério Medeiros ao jornal A Gazeta, de Vitória (Espírito Santo). Vale a leitura. Erika, obrigado pela dica.
Postar um comentário